quarta-feira, 2 de junho de 2010

AS AVENTURAS DE CRISTÃO!


Certo dia um rapaz chamado Argemiro Cristão, popularmente conhecido como Cristão, recebeu de Deus uma semente necessária e preciosa chamada: Evangelho. Com instruções precisas sobre o modo de plantio, lugar onde plantar, e como proceder com a colheita do fruto, com a promessa final de que haveriam frutos os quais TODOS seriam de ótima qualidade, e com a recomendação cabal de que haja o que houvesse, Cristão não deveria desperdiçar nenhum fruto, mas fazer uso de todos sem nenhuma exceção. Deus assegurou a Cristão que todos frutos seriam especiais e de uma riqueza incomum para ele.


Cristão plantou e regou as sementes com cuidado em um terreno de sua propriedade chamado Coração, conforme as instruções que Deus tinha te dado. Logo a semente brotou e se tornou uma enorme e frondosa árvore, que com o tempo e dedicação que Cristão dispendia em seu cuidado, no tempo certo e oportuno sempre propiciava frutos que deixavam Cristão muito satisfeito e feliz.


Cristão comeu o fruto chamado paciência, seus efeitos transformaram sua vida.

Comeu o fruto chamado alegria, sua vida também foi transformada para bem diferente de antes.

Brotou também um fruto chamado fé, que transformou tudo de uma maneira bem especial.


Mas houve um fruto estranho. Na primeira mordida que Cristão deu, percebeu um gosto não agradável mas quase repulsivo. Não foi uma experiência boa, mas angustiante. Terrível até. Desesperadora. Cristão pensou: "Não posso lançar o fruto fora. É péssimo, quase detestável. Mas Deus disse que todos seriam valiosos, que nenhum deles eu deveria desperdiçar."


Cristão continuou a comer o fruto. O sabor desagradável parecia piorar a cada mordida. O fruto se tornava repugnante, mas Cristão não se esqueceu das palavras de Deus. De repente o sabor do fruto mudou. Se tornou um sabor muitíssimo melhor do que todos os outros, incomparável. Nenhum dos frutos se assemelhava, nem alegria, nem paciência. Cristão entendeu a ordem de Deus.


O efeito desse fruto foi diferente de todos os outros, dividiu a vida de Cristão ao meio, inaugurou uma etapa diferente para a vida dele. Cristão começou a sentir-se mais perto de Deus e mais dependente  Dele.


O nome do fruto: PROVAÇÃO!

"Microscopicamente teclando", (João 3.30)

pr.Walter Filho


* Inspirado na obra "O Peregrino", do Escritor John Bunyan.

Comente com o Facebook: