quinta-feira, 24 de outubro de 2013

DIA DA REFORMA PROTESTANTE (31/10)


Dia 31 de Outubro de 1517 o monge agostiniano Martinho Lutero pregou publicamente suas 95 teses na porta da Catedral de Wittenberg ...e assim teve inicio nossa história! A reforma protestante!
Nessa postagem elencarei aqui a ficha técnica de alguns reformadores. Aproveito aqui também para deixar como sugestão aos professores de escola bíblica, apresentarem a seus alunos essa figuras que muito contribuiram para que a pureza do evangelho continuasse a ser pregado ao longo dos tempos e chegar até os nossos dias, aqui estão alguns deles:

Martinho Lutero

Precursor da Reforma Protestante na Europa, Lutero nasceu na Alemanha no ano de 1483 e fez parte da   
ordem agostiniana. Em 1507, ele foi ordenado padre, mas devido as suas idéias que eram contrárias as pregadas pela igreja católica (se posicionou contra os conceitos da Igreja Católica veementemente contestando a alegação de que a liberdade da punição de Deus sobre o pecado poderia ser comprada, confrontou o vendedor de indulgências Johann Tetzel com suas 95 Teses em 1517) ele foi excomungado.

Lutero ensinava que a salvação não se consegue com boas ações, mas é um livre presente de Deus, recebida apenas pela graça, através da fé em Jesus como único redentor do pecador. 

Apesar disso, em suas teses não negava a necessidade da confissão, considerando-a necessária para o perdão da falta  Sua teologia desafiou a autoridade papal na Igreja Católica Romana, pois ele ensinava que a Bíblia é a única fonte de conhecimento divinamente revelada e opôs-se ao sacerdotalismo, por considerar todos os cristãos batizados como um sacerdócio santo. Aqueles que se identificavam com os ensinamentos de Lutero eram chamados luteranos. 


João Calvino

João Calvino (Noyon, 10 de julho de 1509 — Genebra, 27 de maio de 1564) foi um teólogo cristão
francês. Calvino teve uma influência muito grande durante a Reforma Protestante, uma influência que continua até hoje. Portanto, a forma de Protestantismo que ele ensinou e viveu é conhecida por alguns pelo nome Calvinismo, embora o próprio Calvino tivesse repudiado contundentemente este apelido. Esta variante do Protestantismo viria a ser bem sucedida em países como a Suíça (país de origem), Países Baixos, África do Sul (entre os africânderes), Inglaterra, Escócia e Estados Unidos.

Martinho Lutero escreveu as suas 95 teses em 1517, quando Calvino tinha oito anos de idade.
No movimento reformista, Lutero não concordou com o "estilo" de reforma de João Calvino. Martinho Lutero queria reformar a Igreja Católica, enquanto João Calvino acreditava que a Igreja estava tão degenerada que não havia como reformá-la. Calvino se propunha a organizar uma nova Igreja que, na sua doutrina (e também em alguns costumes), seria idêntica à Igreja Primitiva.

Ulrico Zuínglio

 Ulrico Zuínglio, em alemão Ulrich (ou Huldrych) Zwinglio, (Wildhaus, Cantão de São Galo, 1 de janeiro
de 1484 — Kappel am Albis, 10 de outubro de 1531) foi um teólogo suíço e principal líder da Reforma Protestante na Suíça.

 Zuínglio foi o líder da reforma suíça e fundador das igrejas reformadas suíças. Independentemente de Martinho Lutero, que era doctor biblicus, Zuínglio chegou a conclusões semelhantes pelo estudo das escrituras do ponto de vista de um erudito humanista. Zuínglio não deixou uma igreja organizada, mas as suas doutrinas influenciaram as confissões calvinistas.


Bem essas são apenas três dos vários reformadores que existiram um mais conhecidos outros menos, mas cada um deles teve uma participação importante nos planos do Senhor em relação a sua igreja, que vale a pena, conforme filipenses 4.8, o nobre irmão ou irmã "pensar" sobre a história desses homens de Deus.

Que invés de decorar as salas de escola bíblica com abóboras, caveiras e ouutros tipos de coisas, que aproveitemos o momento da comemoração do aniversário da Reforma Protestante para instruir a igreja.

God bless you!

Microscopicamente falando (João 3.30),

pr. Walter Filho


Comente com o Facebook: