segunda-feira, 13 de abril de 2015

"PORQUE DEVO TE OUVIR?"




“Porque devo te ouvir?” Tú me questionas? Sinceramente não sei como poderei te responder. Aliás, pensando bem posso sim. Não, tú não deves me ouvir. Vindo de minha Parca e restrita vivência nessa peregrinação de mim mesmo pouco ou nada tenho de real valor para poder compartilhar contigo, nada que possa agregar algum valor transformador para tua vida. Não, não meu amado, não tenho. E a recíproca é bem verdadeira!

Agora, se minha vida é uma seta apontada para aquele que me amou pré-historicamente, e por mim também é amado, aí sim posso realmente ser de alguma valia para os rumos de tua existência. A bem verdade, a Glória e Dele, só Dele, do meu Rei amado.

Se me encarares como uma placa apontando para o céu do meu Senhor, dizendo “nesta direção, sim
nesta direção terá descanso pra tua alma, sim, Nela terás respostas para seu sofrer, Sim, Nelas terás bálsamo para tua dor.” Ouça tais palavras! Porque sincero sou, não brotam de meu funesto entendimento humano e terreno tais verberações.

Essa placa, essa seta, tem prazo de validade. Envelhecerá, sua madeira frágil mudará de forma. Mas se ela aponta ainda para o meu amado Rei, seja sábio, a força que a sustém  no prumo dos céus não é humana, mas celestial! Se é celestial, o que esperas? Siga nessa direção! Procure guarida Naquele que pode te resguardar! 

Mas poderá dizer “Porque?” “Porque devo seguir na direção que tú apontas inspirado por essa força celestial que disseste?”

Ora meu amigo, simplesmente apenas posso te dizer a mensagem que veio Daquele para quem aponto para Ti, Ele diz: “Eu sou o Senhor Teu Deus, Cale-se pois diante de mim toda a terra!”
Paro de teclar por aqui.

Paz!

Pr. Walter Filho

20/03/15 02:39


Comente com o Facebook: